veja o brilho da alma de um louco
home ask faq my text archive
E se minhas palavras fizessem um som, seria o barulho seco de um tiro.

Elisa Bartlett.   (via oxigenio-dapalavra)

E se minhas palavras fizessem um som, seria o barulho seco de um tiro.

Elisa Bartlett.   (via oxigenio-dapalavra)

Quer saber, de boa? Eu te amei. Te amei de verdade. Te amei de um jeito exaustivo, intenso, profundo. Te amei de um jeito que superou todas as minhas barreiras, foi além de todas as minhas expectativas. Te amei de um jeito tão inocente, tão verdadeiro. Eu te amei nos dias bons, e te amei ainda mais nos dias ruins. Te amei nos dias de chuva, nos dias de sol. Te amei mesmo com todos os teus defeitos. Te amei até quando te vi chorar, e te amei mesmo quando tu iludia todas as garotas a tua volta. Te amei quando foi embora, e te amei quando voltou. Te amei tanto, que parece que não restou nada de amor em mim. Talvez, no fundo, eu te ame até hoje.

— Ariani Trindade (via eternocontodefadas)

Doeu, claro que doeu. Mas ninguém precisava saber, então eu sorri.